Transformação
Digital

Qual o panorama e os principais desafios e caminhos para a transformação digital do Brasil?

A tecnologia já dita nossa forma de viver, trabalhar e se relacionar. O governo não pode deixar de se apropriar desta poderosa ferramenta.

Confira!
{{todosApagados}}

Compare:

Comparando "{{explicacao1}}" com "{{explicacao2}}"

  • {{criterio1}}
  • {{criterio2}}

2.

Três desafios para
a transformação
digital

A transformação digital de um país passa por uma série de desafios, como infraestrutura, regulação, segurança, integridade dos dados e inclusão digital. Aprofundamos a análise de 3 destes obstáculos: desigualdade, capacitação digital e e-burocracia.

Desigualdade

Líderes no acesso às redes sociais, os brasileiros passam cerca de 9 horas diárias navegando na internet. O Brasil é o 3º país do mundo em número de usuários do Facebook. Aqueles com acesso à internet certamente a usam muito. Porém, uma pesquisa do banco mundial revelou que apenas 61% dos brasileiros tinha acessado a internet em um período de três meses. Os que não acessam não o fazem geralmente por falta de rede disponível na área, custo alto, ou por desconhecimento. A maioria das pessoas excluídas está entre os 20% mais pobres, vivendo em áreas rurais e acima dos 60 anos.

Dados complementares

Compartilhar

Compartilhar

Compartilhar

Compartilhar

Compartilhar

Conheça e compare os perfis

Douglas 24 anos

personagem meramente ilustrativo

Capacitação Digital

O desafio da transformação digital no Brasil perpassa pela educação e formação das competências necessárias para interagir com a tecnologia, tanto para consumi-la, quanto para produzi-la. Mais de 13% da população não usa a internet porque não sabe como usá-la. Entre idosos, esse percentual chega a 40,8%.

A educação digital deve começar no ensino básico. Apesar de 84% das escolas públicas de Ensino Médio declararem possuir laboratório de informática, somente 49% dos alunos informam que há computadores com internet na escola; destes, pouco mais da metade declara ter utilizado a internet na escola para fins pedagógicos.

Já as competências avançadas necessárias para fomentar este mercado são pouco ensinadas no ensino superior e técnico. Estima-se que em 2019 haverá mais de 160 mil postos de trabalho abertos na área de tecnologia da informação sem profissionais para ocupá-los. Além disso, 75% das empresas alegam dificuldades em recrutar profissionais de TI.

TOP 3

Informações complementares

Compartilhar

Compartilhar

Compartilhar

Dados complementares

Compartilhar

Compartilhar

Compartilhar

Compartilhar

E-burocracia

Um dos grandes desafios da transformação digital é não digitalizar a burocracia, mas sim, otimizar processos, unificar dados, focar no cidadão e oferecer as melhores soluções tecnológicas em serviços para a sociedade.

Contrário à percepção geral da população, o Brasil está relativamente bem nos rankings mundiais de oferta de serviços públicos pela internet. Entre 2010 e 2018, o Brasil saltou da 57º posição para 23º lugar no Índice de Serviços Online da ONU. Nosso país pontua próximo a países aspiracionais como a Suécia e a Austrália e em linha com países pares.

Porém, quando analisamos a quantidade e qualidade dos serviços públicos digitais, temos uma grande disparidade entre expectativa e realidade. Em países como a Estônia e Dinamarca, mais de 80% dos serviços podem ser feitos completamente por meios digitais. Aqui no Brasil, poucos serviços federais oferecem a solução completa exclusivamente por meio da plataforma digital. Para a maioria dos serviços, a internet é utilizada somente para oferecer algumas informações ou agendamento para etapas presenciais.

Esses números são piores quando se trata de serviços oferecidos a nível municipal e estadual.

Compare

Abertura de Empresa

Brasil

20 dias (em média)

{{index_ponto+1}}. {{ponto.titulo}}

Melhores práticas para a construção de serviços digitais

Simplicidade de Interface

Realidade Nacional

Canais normalmente não são user-friendly e muitas vezes demandam a mesma informação repetidas vezes para o mesmo serviço.

Melhores práticas

Canais devem ser rápidos e de fácil uso, e com autenticações que demandam o mínimo de informações possível.

3.

Cases Internacionais

Estônia, Reino Unido e Estados Unidos foram três países que passaram por profundos processos de transformação digital.
Cada uma dessas experiências traz diferentes aprendizados:

4.

Agenda

Para possibilitar uma transformação digital impulsionada por políticas públicas, deve-se considerar uma agenda que parta do princípio de que o governo deve servir ao usuário – ao cidadão, negócios e agências. Toda interação com governo tem que acontecer de forma rápida e efetiva, pelos canais mais convenientes para quem os utiliza. A regra a ser estabelecida é que o governo vai até o usuário, e não o inverso.

Esta agenda foi criada como resultado do evento GovTech Brasil 2018.

Baixar agenda

{{item.indice}}. {{item.nome}}

5.

Bibliografia e Créditos

EQUIPE

Jorge Hargrave
Arthur Ramos
Bruno Rodrigues
Catarina Caricati

Baixe o estudoCompleto
Baixe a bibliografiaCompleto

6.

Estudos
Relacionados

{{estudo.nome}}
{{(qntidade) ? "Ver todos os estudos..." : "Ver menos estudos..."}}